quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

PALHAÇO MANECO (Poema Infantil de Isabel Furini - Pinturas de Rogério Dias)




O palhaço Maneco
dança como um boneco.

O palhaço é narigudo
e também é orelhudo.

Ele tem um barrigão
muito maior que um caminhão.

Ele tem um cabeção
do tamanho de um avião.

O palhaço usa um chapéu
que é muito, muito pequeno.
O Maneco está em pé
e tem pássaros perto dos pés.

Esse palhaço engraçado
 é uma imagem de um quadro. 

Isabel Furini - Contato: isabelfurini@hotmail.com
 


sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Exposição de Arte e Literatura em 12 de dezembro/2013



Em 12 de dezembro, 19 horas, no Centro Cultural e Gastronômico Massuda (Trajano Reis, 443, Bairro São Francisco, Curitiba),  será a abertura da exposição de Arte e Literatura "Perspectivas", curadoria de Carlos Zemek. No evento, serão lidos poemas de Jocelino Freitas e de Elizabeth I. Espinosa.

Jocelino Alves de Freitas, 50 anos, é advogado e escritor. Ele é romancista, cronista e poeta, membro do Centro de Letras do Paraná. Jocelino já lançou 25 livros, entre romances, crônicas e poemas. Entre os títulos publicados destacamos os romances “O senhor do tempo”, “Laços abertos” e “Cristo da Periferia”, ele também organizou a 1a. Antologia do Colégio Brasileiro de Poetas e a 2ª. Antologia do Colégio Brasileiro de Poetas, mantêm o blog www.vidaemversoeprosa.blogspot.com.br,

Os quadros são dos artistas: Ally Simões, Carlos Zemek, Celia Dunker, Dyrce Novak, Ivani Silva, Raquel Berenice Storck, Roberto Bona e Sandoval Tibúrcio. A instalação artística é de Vanice Ferreira.






segunda-feira, 18 de novembro de 2013

GANHADORES DO 5º CONCURSO “POETIZAR O MUNDO”

PRIMEIROS LUGARES 5º CONCURSO “POETIZAR O MUNDO” - ANO 2013


Agradecemos aos jurados:
O editor do Instituto Memória, escritor Anthony Leahy, poeta Andreia Carvalho Gavita, editora da revista literária Mallarmargens e editora multimídia em Revista Zunái, o poeta, escritor e gestor cultural Daufen Bach, editor da revista virtual Biografias, e o poeta e escritor Jocelino Freitas.


1º Lugar
IMPRESSÃO AOS DEFUNTOS DO LAGO NATRÃO

Eu vi, nos olhos calcificados de um pássaro morto
O mesmo desespero opaco
Achados no olhar de um menino de rua.
Eu olhei fundo e vi medo
O Nada refletido em um punhado de pó.

Felipe Hack de Moura de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Estudou Publicidade e Propaganda na PUC-
RS, atualmente estuda letras na UFRGS, já participou de oficinas literárias com os escritores Charles Kiefer e Paulo Kralik. Na oficina de Kiefer, em um concurso interno de contos, ficou no primeiro lugar. 


2º Lugar
NÃO ESTOU EM CASA
Angústia
Habitar o mundo
Não meu habitat

Andreas Gonçalves Lind é natural de Lisboa, graduado em Economia e Filosofia, atualmente estuda Teologia em Roma.


3º Lugar
NECROSE
Ainda vivo
(e) morro
por sua
ausência
(presente em mim).

Paulo Franco: Reside em Ribeirão Pires-SP, tem 53 anos, casado, 2 filhos, é professor, formado em Letras e em Pedagogia e Pós-graduado em Docência para o Ensino Superior. Tem 8 livros publicados.


Menção Honrosa

AMOR-TECE
Esse samaritano coração
em cada renegada pétala,
em cada desprezado grão:
borda-se ínfima descoberta,
cultiva-se avessa plantação.

Jeferson Alves Bandeira: Curitiba/PR, 33 anos, formado em Letras pela UFPR. Possui alguns livros publicados, entre eles o livro-baralho Agonias Ilustradas, que é uma réplica de uma caixinha de baralho, lançado em 2012. É um cara que acredita no poder que carrega em si a escrita. Ao se escrever, nos inscrevemos no mundo. Ao lermos, reforçamos essa inscrição. Se a literatura é um sistema, que nunca seja de opressão.


Menção Honrosa
PERGUNTANDO AO DEMO
- O que tem dentro de mim?
- Não tem nada, desgraça!
- E o que tem dentro de si?
- Não tem nada de graça.

Giovanna Carla Silva de Oliveira possui dois livros publicados: Outro Dia (2002) e Mesmo Assim (2008). Conquistou alguns prêmios em concursos literários e publicações em coletâneas. Já participou de saraus e recitais, como na I Bienal Internacional de Poesia de Brasília e Bienal do B – Poesia de Rua (T-Bone). Giovanna Carla é editada pela EMI Publishing Brazil e é membro correspondente da Academia de Letras Rio – Cidade Maravilhosa e da Academia Marataizense de Letras. www.giovannacarla.com.br


Menção Honrosa
URUBUS
As asas
sobre as casas
em brasas.
Moro no morro.
Onde todos os dias, eu morro.

Cleberton Oliveira Garmatz
Escreve o blog: http://triboanacronica.blogspot.com

Menção Honrosa
SIGO
Sigo colinas
E depois o luar
Uma voz
E um grito
Saudade

Gilcéa Rosa de Souza: Licenciada e Bacharel em Letras – Português/Inglês e pós-graduada em Língua Portuguesa, Planejamento Educacional e Educação Especial Inclusiva com Ênfase em Deficiências. É professora de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira. Atualmente cursa Biblioteconomia na UFES. Através da poesia teve a oportunidade de tomar posse como membro-correspon­dente da Academia Calçadense de Letras (ACL), da Academia Mateense de São Mateus – AMALETRAS e é membro efetivo da Academia Feminina Espírito-Santense de Letras (AFESL). Em 2012 publicou Versos Inver­sos (poesia) e Reflexos do Outono (e-book de poesias).








terça-feira, 12 de novembro de 2013

CONFISSIONARIUM

                Recebemos o livro de poemas Confissionarium, de Marisete Zanon (Ed. Scortecci, 2013, 210 p). A autora escreve poesia desde os 12 anos de idade. Já foi premiada em vários concursos literários e é membro fundador da Academia de Letras de Foz de Iguaçu. Em 2003 publicou o seu primeiro livro, intitulado Um Cordão de Confissões, e agora nos surpreende com esse segundo livro de pomas, Confissionarium.
                A capa nos remete a uma confissão de tipo religioso, mas na realidade a autora se confessa diante de si mesma, ou talvez diante da Musa da Poesia. À medida que lemos os poemas, sentimos que o livro é uma expressão do eu da autora. Esse eu se espelha em cada página: é o amor, o sexo, a tristeza, a saudade, chorar o que nunca foi, denunciar a falsa alegria, o dissimulo. Nesse livro, Marisete Zanon se mostra íntegra: com suas emoções, seus pensamentos, suas ideias, seus sonhos, suas desilusões, seus desejos. É ela mesma se desdobrando em cada linha.
                Confessa: “sigo amputando sentimentos/ e quando fecho meus olhos/ é mais daquelas imagens/ que me vem à mente (...)
                Os versos de Marisete são contemporâneos, sua escrita é atual, de impacto. Vejamos o poema “Dós de alguns dias”:
tecia os horrores dos dias
nas bordas do espelho
que reverberava ais
em dó maior.
                No prefácio, Daufen Bach, falando da intensidade da obra de Marisete Zanon, afirma: “Esse livro retrata o amadurecimento poético, a poesia livre de convenção e a liberdade de compor. O termo ‘Confissionarium’, título do livro, inexiste! É uma incorreção da linguagem, uma licença que subjetivamente nos transporta para um universo intimista”.
                A autora revela um universo no qual reina o feminino, o amor, a paixão, o flutuar das emoções. Especialmente as leitoras vão se encantar com essa obra – é como correr as cortinas de um teatro e ver desfilar cenas da própria vida. A autora teve a inteligência e sensibilidade de transpor em palavras alguns fatos, imagens, ideias que fazem ou fizeram parte de suas vivências. O livro não é morno, é passional, como disse Daufen Bach: “intenso” – os poemas partem de imagens, de sensações, de emoções.
Marisete confessa no poema Personagens Poéticas: “A escrita me dilui em palavras/ me entrego demais, amo demais/sinto demais e possuo demais. Mas também odeio demais/ e confesso demais”. No mesmo poema declara: “Pago um preço alto/ por cada palavra escrita”.          
Muitas vezes lemos poemas tecnicamente corretos, mas sem vida. Talvez por isso Marisete surpreende. Ela se entrega à poesia, torna-se um personagem, passa a viver de poesia e pela poesia. Sua paixão poética e sua honestidade surpreendem neste mundo de mentirinhas que vivemos, no qual as pessoas fingem que estão sempre felizes e triunfantes. A civilização contemporânea parece ter se transformado em uma civilização de brinquedos. Tudo é jogo, brincadeira, consumismo. Não importa quem se machuca nesse caminho vertiginoso rumo ao nada. A nossa época é de hipocrisia e indiferença. Por isso, o livro de Marisete comove e até pode incomodar, ela revela que em seu coração coexistem o amor e o ódio. Revela também o instinto sexual feminino, revela amores e desilusões. É “o amor e o medo por baixo da pele”.
Confissionarium é um livro de poemas que desafia o leitor a tirar as máscaras e entender a própria subjetividade.


Isabel Furini é escritora e poeta premiada, autora do livro “Escrevendo Crônicas – Dicas e Truques”, da editora Instituto Memória. Contato pelo e-mail: isabelfurini@hotmail.com

Livro: Como Escrever Crônicas


A crônica é popular, estudantes, professores, profissionais de diversas áreas gostam de ler crônicas, sejam nos jornais, nas revistas ou em livros. Pois bem, a convite do editor Anthony Leahy, da Editora Instituto Memória, decidi escrever um pequeno guia prático para os autores que desejam começar a escrever, sob o título “Escrevendo crônicas: dicas e truques”.

A crônica é um gênero que atrai as pessoas por ser coloquial, simples na aparência, muitas vezes divertido. Uma maneira pessoal de exprimir a visão sobre o mundo. As vivências podem ser narradas em forma de crônica, seja a ida ao dentista, a viagem à Europa, ou simplesmente a irritação por ter que esperar um táxi durante quase uma hora. A crônica permite que o eu se expresse com liberdade. Deixa fluir os pensamentos. Por isso, no livro são assinaladas formas diferentes de focar esse trabalho. Os leitores que desejam começar a escrever crônicas encontrarão orientações simples, claras e úteis para trabalhar esse gênero.

Para guiar os novos cronistas, selecionamos algumas crônicas como exemplos de modalidades. Crônicas estruturadas com paralelo, com diálogo, com personificação. Crônica dissertativa, descritiva e outras. Esses trabalhos estão no final do livro e proporcionarão mais um recurso para começar a escrever. As crônicas escolhidas são dos seguintes autores: jornalista Willy Schumann, Elizabeth Inêz Espinosa, Marina Carraro, Carlyle Popp (da Academia da Paranaense de Letras Jurídicas), Lindsay Colle, Willians Mendonça, Gabriel Marins, Val Pereira, Maria Edna Holler de Oliveira, Raissa Moreira, Eliziane Nicolao Lobo Pacheco, Amanda Vital, jornalista Luana Gabriela da Silva e jornalista Katia Velo.

Nesta época, com os blogues, sites e redes sociais, as pessoas querem escrever, comunicar suas experiências, emoções, suas ideias e pensamentos, pois bem, a crônica, como uma mãe generosa, permite a expressão da subjetividade.
O livro pode ser adquirido no site: http://www.institutomemoria.com.br/
Isabel Furini é escritora e poeta premiada. Contato: isabelfurini@hotmail.com



quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Poema de Isabel Furini e quadro de Lucy Orquiza

O palhaço brinca,
brinca sem parar,
ele só deseja
divertir a criançada
e ouvir muitas gargalhadas.

Mas se ele não ouvir
lindos risos no salão
ele acha que foi ruim
a sua apresentação.

Ele fica triste, muito triste
e muito desiludido
e pergunta sem cessar:
O que terá acontecido?...

Poema de Isabel Furini
Tela da artista plástica Lucy Orquiza

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Lançamento: Escrevendo Crônicas

Crônica é um gênero literário que desperta o interesse das pessoas por falar de assuntos quotidianos. O Instituto Memória lançará em 29 de outubro, 19 horas, no Palacete dos Leões, Av. João Gualberto, 530, Alto da Glória, Curitiba, o livro "Escrevendo crônicas : dicas e truques. Entrada franca.


segunda-feira, 7 de outubro de 2013

OFICINA: Como Escrever Livros para Crianças


 
PROFESSORA: Isabel Furini

DATA: A partir de 16 de outubro (quartas e quintas).

HORÁRIO: 17 às 19 horas.

LOCAL: Solar do Rosário – rua Duque de Caxias, 04, Centro Histórico.

INFORMAÇÕES: (41) 3225-6232

PÚBLICO ALVO: Adultos que desejem escrever livros para crianças.

INVESTIMENTO: Inscrição R$ 35,00

CURSO: R$ 235,00
 



quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O coelhinho (poema infantil)

O coelhinho é muito guloso,
para ele até o capim é saboroso.

O coelhinho quer ser cozinheiro
e já conseguiu um lindo chapéu.

Ele brinca fazendo saladas de frutas
com morangos, maçãs e uvas.


Poema de Isabel Furini - Contato: isabelfurini@hotmail.com

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

5º CONCURSO DE POESIA "POETIZAR O MUNDO" – Modalidade: Minimalista

5º CONCURSO DE POESIA "POETIZAR O MUNDO" – Modalidade: Minimalista 
Organizadora: escritora e poeta Isabel F. Furini, autora de "Os Corvos de Van Gogh". 

1) O Concurso de Poemas tem como objetivo estimular a produção literária e é destinado a todas as pessoas maiores de 18 anos que apresentem um poema minimalista inédito e escrito em português. 

2) O tema é livre, a inscrição é gratuita e poderá ser feita de 15 de agosto/13 até 15 de outubro/13. 

3) Cada concorrente poderá participar com apenas um poema minimalista (até 5 versos ou linhas). 

4) O poema deverá ser inédito (ou seja, ainda não impresso em papel, nem publicado na internet), que não tenha sido premiado em outro concurso. Enviado no corpo do e-mail: isabelfurini@hotmail.com, sem anexo, escrito em língua portuguesa, digitado em espaço 2 (dois), com fonte Arial, tamanho 12 (doze). 

5) Consideram-se inscritas as obras enviadas pelo e-mail: isabelfurini@hotmail.com 
Em "assunto": 5º Concurso de Poesia: "Poetizar o Mundo". 

6) Deverá constar no final: o título do poema, nome completo do autor, seu endereço, e-mail, telefone e 4 ou 5 linhas de currículo. 

7) A comissão julgadora será composta por três jurados: o editor do Instituto Memória, escritor Anthony Leahy, a poeta Andreia Carvalho Gavita, editora da revista literária Mallarmargens e editora multimídia em Revista Zunái e o poeta, escritor e gestor cultural Daufen Bach, editor da revista virtual Biografias. 

8) Premiação: o primeiro lugar receberá troféu e diploma. O segundo e terceiro lugares receberão diplomas. Poderão ser escolhidas até três Menções Honrosas, que também receberão diplomas. 

9) O resultado do concurso será divulgado em sites literários da Internet e no blog: http://www.isabelfurini.blogspot.com/ - e Falando de Literatura, do Bonde News. 

10) O resultado será divulgado no mês de novembro/13. Na ocasião, também serão homenageados com medalhas comemorativas três personalidades que trabalham em prol da cultura, Jô de Oliveira, fundadora do grupo Artes sem Fronteira, o poeta e contista Benilson Toniolo (Secretário de Cultura de Campos do Jordão) e o jornalista e escritor Willy Schumann. 

11º) O encaminhamento dos trabalhos na forma prevista neste regulamento implica concordância com as disposições nele consignadas.

Oficinas gratuitas na Feira do Livro de Foz de Iguaçu

A 9ª Feira Internacional do Livro de Foz do Iguaçu está com inscrições abertas para oficinas gratuitas de leitura, escrita, encadernação, dramaturgia e desafio poéticos com objetivo de inserir crianças, jovens e adultos no mundo das artes. 

Fui convidada para realizar uma oficina de Literatura infantil. O público alvo são professores do ensino fundamental. Já tive oportunidade de ministrar essa oficina em diversos locais: Na Fundação Cultural de Curitiba, no ano de 2006, no Solar do Rosário, no Centro Filosófico Delfos, na Poetria Livros e Artes.

" Literatura infantil – A escritora e educadora Isabel Furini (Curitiba) abordará o mundo da imaginação. Ela tem 15 livros publicados, ministra palestras e orienta pessoas interessadas em escrever livros. A oficina oferece histórias infantis, o conceito de conto, a teoria da escada, assim como as características do conto infantil e elementos da composição literária. Data: dia 7 (sábado), às 10 horas. Vagas: 20." 

sábado, 17 de agosto de 2013

Chuva poema de CeGaToSi

  • CHUVA... 
    Chega às vezes no silêncio,
    Chega às vezes em alto brado,
    Por vezes bendita, Por vezes maldita;

    Instantes de alegria até produz diversão, 
    Algumas vezes tristezas também oferta, 
    A chuva não sabe dos prós e contra, 
    Apenas se forma e acontece;
    Segue os ditames da natureza, 
    Cabe-nos compreensão e resignação, 
    Como ‘ela’ somos parte do mistério viver;

    Ora silêncio, ora alto brado, 
    Faz-se bendita, faz-se maldita, 
    Trás e leva, vida e morte, morte e vida...

    Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí® Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® Poeta dos Sentimentos® Concebida em: 13/janeiro/2013

    Fotografia de Isabel Furini

sábado, 10 de agosto de 2013

Exposição de Arte e Literatura

"DON QUIJOTE DE LA MANCHA"

Curadoria: Carlos Zemek


Abertura: 14 de agosto/13 – 19 horas .

Local: Instituto Cervantes -  Rua Ubaldino do Amaral, 927 - Alto da Glória, Curitiba.

O curador Carlos Zemek, nesta oportunidade, escolheu o famoso personagem “Don Quijote de la Mancha”, criação do genial escritor espanhol Miguel de Cervantes. O local escolhido foi o Instituto Cervantes, rua Ubaldino do Amaral, 927, Alto da XV, Curitiba.
 Os artistas trabalharam a visão pessoal do livro. Os moinhos de vento são destaque de várias telas, mas também está presente o amor de Don Quixote pela bela Dulcineia e a visão da dança espanhola como reveladora do espírito lúdico e idealista do Quixote.
Carlos Zemek reúne trabalhos de artistas plásticos, fotógrafos, poetas e escritores, além de um de dança flamenca. O convidado especial é reconhecido artista Rogério Dias, quem já tem vários quadros inspirados nesse personagem.
Foram convidados também os artistas plásticos: Alexandre Bozza, Carlos Zemek, Celia Dunker,  Ivaní Silva, J. Bonatto,  Mercedes Brandão, Neiva Passuelo, Sandoval Tibúrcio, Valéria Sípoli e Vanice Ferreira.
Da área de litertura são expostos poemas com arte digital de: Ally Simões, Eduardo Bettega, Eliziane Nicolao, Elizabeth Inêz Espinosa, Isabel Furini, José Feldman, Lindsay Colle, María Manetti,Willians Mendonça. O convidado especial para realizar a leitura dos poemas é o ator de teatro e televisão Gerson Delliano.
A dança flamenca estará a cargo das professoras do Instituto Flamenco Brasileiro de Arte de Cultura de Curitiba. Também foi convidado o fotógrafo Neni Glock.
Carlos Zemek afirma que é no evento é trabalhado o espírito idealista.

Título da exposição “Don Quijote de la Mancha”
Vernissage: 14 de agosto, 19 horas.
Local: Instituto Cervantes, rua Ubaldino do Amaral, 927. Curitiba. 
Entrada franca


sexta-feira, 26 de julho de 2013

1º Salão de Artes Plásticas Carlos Zemek








SALÃO DE ARTE

Estremecem-se os cinco sentidos,
as telas brilham nas retinas
e um turbilhão de emoções
desperta constelações
de sonhos que fascinam.


Poema de Isabel Furini

GEOMETRIA


O círculo das horas  tece o poema.

O poema viaja pelo mundo das emoções.

(Emoções criadas pela urdidura dos sonhos).

Sonhos revelam a subjetividade.

A subjetividade alimentam o círculo das horas.
                                      O círculo  das horas tece o poema.
Poema de Isabel Furini

LOUCURA POÉTICA

por Isabel Furini

O poeta espalhava entre seus versos
sabores de vinho e nostalgia.

Seus poemas impulsionam sonhos
e acordam fantasias.

Invadem sentimentos no quadrante das ilusões
e  arrastam correntezas de emoções.

Os poemas enfrentam os espelhos do labirinto
e, com versos de ambrosia,
desafiam
as palavras escritas com  o veneno do mundo globalizado.


quinta-feira, 25 de julho de 2013


     ECOS DE DALÍ


Las horas sombrean el tic-tac del mundo,
y los relojes como pájaros tiernos
aislados en el paisaje yermo
(casi espectral)
sensibles al sufrimiento humano
derriten el pasado
(piadosamente).

Poema de Isabel  Furini, escritora e poeta premiada.

domingo, 30 de junho de 2013

OFICINA COMO ESCREVER CONTOS NO SOLAR DO ROSÁRIO


Ministrarei a oficina "Como escrever Contos" nos dias dia 16, 17 e 18 de JULHO, das 18h30 às 20h30, no Solar do Rosário, Rua Duque de Caixas, 04, Centro Histórico de Curitiba. Fone (41) 3225-6232.

PÚBLICO ALVO
Todas as pessoas que amem a literatura e gostem de escrever.

Professora: ISABEL FURINI
Inscrição: R$ 35,00
Preço: R$220,00

METODOLOGIA
. Estudos
. Leitura, análise e discussão de contos
. Exercícios de escrita


Solar do Rosário, rua Duque de Caxias nº 4, Centro Histórico de Curitiba. Fone (41) 3225-6232.

PROGRAMA
I
a) Estudos: O conto. Estrutura e modalidades. O escritor como receptor e emissor. O baú da mente. Como explorar palavras, situações e imagens para aumentar a criatividade?
b) Leitura de um conto de autor consagrado. Análise e debate.
c) Exercício: Recontar uma história.


II
a)Estudos: Quem governa a história: o narrador ou o protagonista? Ponto de vista. Construção de personagens: retrato, ações e diálogos.
b) Leitura de um conto de autor consagrado. Análise e debate.
c) Exercício: escrever um conto baseado em vivências.

III
Estudos: O tempo e espaço no universo ficcional. Como criar ambientes verossímeis.
b) Leitura de um conto de autor consagrado.
c) Exercício: escrever um conto a partir de palavras.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Salão de Arte de Carlos Zemek

1º Salão de Artes Plásticas Carlos Zemek


Já estão abertas as inscrições para o 1º Salão de Artes Plásticas Carlos Zemek.

O salão será composto por obras dos estilos figurativo e abstrato, tendo como objetivo levar os apreciadores das artes a uma viagem caracterizada pela liberdade de expressão destacando a visão particular de cada artista.

Com entrega de troféu ao primeiro lugar e medalhas ao segundo e terceiro colocados de cada categoria. Todos os participantes receberão Certificado de Participação.

A Comissão de Jurados será composta por profissionais de comprovado reconhecimento no mundo das artes plásticas e visuais. São eles: Corina Ferraz (artista plástica), Ilia Ruiz (curadora e artista plástica), Jô Oliveira (curadora e artista plástica) Katia Velo (professora, jornalista cultural e artista plástica) e Sady Raul Pereira (artista plástico).

Todas as obras inscritas participarão do catalogo impresso do 1º Salão de Artes Plásticas Carlos Zemek.

Informações:   Celular: (41) 9831-2389
e-mail: cazearte-salao@yahoo.com.br

 http://www.cazemek.blogspot.com.br/p/saloes-de-arte.html

Poema de Isabel Furini - Quadro de Carlos Zemek


IMPRESSÕES 

Moinhos de ilusões
percorrem o espaço-tempo
com a velocidade do pensamento.

Fragmenta-se o passado,
imagens e palavras invadem o presente
e o futuro sitia nossos sonhos. 


Poema de Isabel Furini


Os quadros de Carlos Zemek podem ser adquiridos no ateliê do artista. Contato:cazemek@yahoo.com.br  
 - Fone: 41-9831-2389 
cazemek@yahoo.com.br Fone: 41-9831-2389

sábado, 18 de maio de 2013

A CASA PATERNA (poema de Isabel Furini)





Trituradas as guelras do silêncio
sobre o velho álbum fotográfico.

O pai (morto há anos) sobrevive nos retratos desbotados.
Revelam-se fisionomia e emoções.

Quantos olhares,
quantos rostos deixei submersos
nos interstícios da memória,
quantos exílios na areia do passado e exílios futuros
projetados no palco dos sonhos.

Genealogias, uivos e fumaça despencam do
álbum fotográfico aberto sobre a mesa.

Observam-nos os mortos,
pousam nas fotografias como estacas de mutismo.

Amam-nos.
Esperam-nos (sedentos de carinho) com os braços paralelos
abertos entre galáxias de culpa e de mistério.
Imensamente abertos.

Isabel Furini é escritora e poeta premiada. Contato: isabelfurini@hotmail.com


domingo, 21 de abril de 2013

GEOMETRIA


                                                             O círculo das horas  tece o poema.
  

O poema viaja pelo mundo das emoções.

(Emoções criadas pela urdidura dos sonhos).
 Sonhos revelam a subjetividade.

A subjetividade alimentam o círculo das horas.
 O círculo  das horas tece o poema.

                                                                                                       Poema de Isabel Furini

sábado, 30 de março de 2013

Coelhinho poema infantil de Isabel Furini



COELHINHO

Coelho da Páscoa,

você vai me dar
um lindo presente
para eu me alimentar.

Eu quero uma árvore,

mas não um limoeiro,
nem um abacateiro.

Eu quero uma árvore

de bombons de chocolate
com recheio de brigadeiro.


Isabel Furini é escritora e poeta premiada. Contato: isabelfurini@hotmail.com


quarta-feira, 27 de março de 2013

Escrever biogrfafias


CURSO: COMO ESCREVER BIOGRAFIAS

DATA: Início 03 de abril ( três aulas). QUARTA-FEIRA DAS 17 ÀS 19 HORAS.

PROFESSORA: Escritora Isabel Furini.

PÚBLICO ALVO: Pessoas que desejem escrever biografias de familiares ou de amigos.

LOCAL: Solar do Rosário, rua Duque de Caxias, nº 04. Centro Histórico de Curitiba.

INFORMAÇÕES: (41)3225-6232. www.isabelfurini.blogspot.com.br/

INVESTIMENTO:
INSCRIÇÃO: R$ 35,00
OFICINA: R$ 260,00
Apostila e certificados incluídos.

Biografias e autobiografias


quarta-feira, 20 de março de 2013

BIOGRAFIAS E AUTOBIOGRAFIAS

CURSO: COMO ESCREVER BIOGRAFIAS

DATA: Início 03 de abril ( três aulas). QUARTA-FEIRA DAS 17 ÀS 19 HORAS.

PROFESSORA: Escritora Isabel Furini.

PÚBLICO ALVO: Pessoas que desejem escrever biografias de familiares ou de amigos.

LOCAL: Solar do Rosário, rua Duque de Caxias, nº 04. Centro Histórico de Curitiba.

INFORMAÇÕES: (41)3225-6232. www.isabelfurini.blogspot.com.br/

INVESTIMENTO:
INSCRIÇÃO: R$ 35,00
OFICINA: R$ 260,00
Apostila e certificados incluídos.



A professora e escritora Isabel Furini e a escritora Josette Garcia.


1) Respeite o leitor. Não pense que um fato que é agradável para você e para sua família será interessante para todos os leitores.  O seu trabalho é  tornar interessante suas vivências. Narrar os fatos de maneira clara e fluente.

2) Reveja mentalmente os acontecimentos mais importantes da sua vida. Além das informações  básicas, lembre-se dos detalhes pitorescos, dos fatos que transformaram sua vida, das oportunidades de aprendizado e crescimento. Uma biografia não é um relatório.

3) Fale dos triunfos e fracassos. Das experiências, dos momentos de alegria e de tristeza. Tudo o que aconteceu até chegar ao que você é hoje. .

4) Reflita sobre a maneira como você pensa, sente e vive. Suas escolhas, seu comportamento, aquilo que você gosta e aquilo que você rejeita. Seus livros preferidos. Sua escolha de viagens, músicas, alimentos. Mostre quem você é, escreva sua autobiografia  de maneira honesta.
Isabel Furini é escritora e poeta premiada.


sábado, 16 de março de 2013

PASSARINHO (Poema infantil)


Quando a chuva começou
o Pedrinho falou:
- Mãe, veja os passarinhos!
Eles cantam cuando tem sol
e quando cai a chuva
ficam quietinhos no ninho.

Poema de Isabel Furini (escritora e poeta premiada) - Ilustração de Vanice Ferreira Zimmerman.


segunda-feira, 4 de março de 2013

Oficina Como Escrever e Publicar um Livro

Iniciará amanhã, 05 de março, a partir das 19 horas, a Oficina do Escritor. Durante 4 meses, uma vez na semana, os participantes poderão analisar, refletir e debater sobre: Como Escrever e Publicar um Livro, no Solar do Rosário, Rua Duque de Caxias, 04, Centro Histórico, Curitiba.

Informações pelo fone: (41) 3225-6232.
 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

ORBES (poema de Isabel Furini)

Poema de Isabel Furini inspirado em uma tela do artista plástico José Antonio de Lima.



A paixão do artista
provoca o movimento das formas
e somos arrastados para orbes de símbolos
(quase míticos).

Quebram-se os paradigmas,
avançamos sem bússola,
caminhamos entre imagens arquetipicas,
queremos voltar
mas permanecemos no quadrante dos sonhos
(prisioneiros do mar de Heráclito)
e o desamparo ancora em nosso olhar. 

sábado, 9 de fevereiro de 2013

OFICINA COMO ESCREVER CRÔNICAS

SOLAR DO ROSÁRIO

FONE: (412) 3225-6232.



Professora: ISABEL FURINI

Data: Dias 19, 20 e 21 de Fevereiro de 2013
Horário: Das 17h às 19h30
Preço: R$ 220,00  + Inscrição: R$ 35,00
Dia(s) Semana: 3ª, 4ª e 5ª


PÚBLICO ALVO
PÚBLICO ALVO
Todas as pessoas que desejam escrever as histórias escondidas na mente. Aos que desejam explorar a escrita e conhecer os fundamentos da crônica.

METODOLOGIA
. Estudos.
. Leitura, análise e discussão de crônicas
. Exercícios de escrita.
. Leitura dos textos escritos na oficina.

PROGRAMA
I.- a) Estudos: A crônica. Estrutura e modalidades. O escritor como receptor e emissor. O baú da mente. Como explorar palavras, situações e imagens para aumentar a criatividade?
b) Leitura de uma crônica de autor consagrado com análise e debate.
c) Exercício: escrever uma crônica baseado em imagens.
d) Leitura dos textos escritos na oficina.


II.Estudos: Ponto de vista. Construção de personagem. Construção de personagens: retrato, ações e diálogos na crônica.
b) Leitura de uma crônica de autor consagrado. Análise e debate.
c) Exercício: escrever baseado em vivências.
d) Leitura dos textos escritos na oficina.


III.Estudos: A crônica como gênero ágil, divertido e questionador. A mensagem. Modalidades. A crônica como espelho do mundo.
b) Leitura de uma crônica de autor consagrado. Análise e debate.
c) Exercício: escrever baseado em vivências.
d) Leitura dos textos escritos na oficina.

Professora: ISABEL FURINI - Autora de "Eu quero ser escritor - A crônica".odas as pessoas que desejam escrever as histórias escondidas na mente. Aos que desejam explorar a escrita e conhecer os fundamentos da crônica.

METODOLOGIA
. Estudos.
. Leitura, análise e discussão de crônicas
. Exercícios de escrita.
. Leitura dos textos escritos na oficina.

PROGRAMA
I.- a) Estudos: A crônica. Estrutura e modalidades. O escritor como receptor e emissor. O baú da mente. Como explorar palavras, situações e imagens para aumentar a criatividade?
b) Leitura de uma crônica de autor consagrado com análise e debate.
c) Exercício: escrever uma crônica baseado em imagens.
d) Leitura dos textos escritos na oficina.


II.Estudos: Ponto de vista. Construção de personagem. Construção de personagens: retrato, ações e diálogos na crônica.
b) Leitura de uma crônica de autor consagrado. Análise e debate.
c) Exercício: escrever baseado em vivências.
d) Leitura dos textos escritos na oficina.


III.Estudos: A crônica como gênero ágil, divertido e questionador. A mensagem. Modalidades. A crônica como espelho do mundo.
b) Leitura de uma crônica de autor consagrado. Análise e debate.
c) Exercício: escrever baseado em vivências.
d) Leitura dos textos escritos

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Aventuras de Pi, por Marli T. Andrucho Boldori


É muito importante pensar na mensagem para emocionar o público, seja ao escrever um livro ou um roteiro.


Vejam o texto de Marli Terezinha Andrucho Boldori, falando sobre o filme Aventuras de Pi:

"Margarita e eu vimos - encantados - o filme Aventuras de Pi. Uma metáfora da vida, suas tempestades e calmarias, suas surpresas e milagres. No filme, o corajoso náufrago indiano Piscine Petal, ou Pi, diz que as várias religiões são quartos diferentes do mesmo edifício humano que foi construído pelas mentes humanas, para abrigar a idéia do Sagrado e do Sobrenatural. Isto me fez pensar que sómente Somos humanos. Os outros conceitos, nós construímos. Só somos HUMANOS. Hoje há o costume de colocar códigos de barra nas pessoas. Rótulos:capitalista, comunista, idealista, para política. Hetero,homo,bi, para afetividade. E na verdade , não somos senão HUMANOS. Produto da nossa vontade e do nosso meio social. Somos Humanos. com cabeça e coração. Idéias, Fé e muita Esperança. Até para vencer e dominar um tigre de Bengala sobre as ondas do mar."



sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

NUA miniconto de Isabel Furini


La Maja vestida - de Goya.



NUA?
 Acordo. Estou sozinha. ¡Ah! Espreguiçar-me. Mexer-me.  Estou cansada. Sempre deitada, braços 
levantados, mãos na cabeça. Postura  incomoda...    Encerrada nesse quadro durante  anos. Meu nome?
Quem sou?   Assomarei a cabeça  para ler a etiqueta. Goya.  Lembro-me dele. Mas, quem sou eu?

 Una pintura?Aproximam-se dois homens de uniforme. – Ótimo ser guardião do Museu – fala o gordo.
Estou no Museu, preciso de roupa.  O frio congela meu cérebro. Pularei já. Ay! Chão frio. Doem as 
articulações.O gordo grita: – Invadiram! Desapareceu a Maja. 

Lembrou meu nome: Maja. Luzes estranhas! ruídos infernais O gordo grita:você roubou a Maja. Não! Eu sou Maja. Falam que sou louca? Por que? Por que?...
Miniconto de Isabel Furini
"La Maja desnuda" de Goya.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Oficina de Crônicas


Data: Dias 19, 20 e 21 de Fevereiro de 2013
Horário: Das 17h às 19h30

Dia(s) Semana: 3ª, 4ª e 5ª



Professora: ISABEL FURINI

Inscrição: R$ 35,00

Preço: R$ 220,00

Local SOLAR DO ROSÁRIO

Fone: (41) 3225-6232.






COMO ESCREVER CRÔNICAS - INTENSIVO DE FÉRIAS

PÚBLICO ALVO

Todas as pessoas que desejam escrever as histórias escondidas na mente. Aos que desejam explorar a escrita e conhecer os fundamentos da crônica.

METODOLOGIA

. Estudos.

. Leitura, análise e discussão de crônicas

. Exercícios de escrita.

. Leitura dos textos escritos na oficina.
PROGRAMA


I.- a) Estudos: A crônica. Estrutura e modalidades. O escritor como receptor e emissor. O baú da mente. Como explorar palavras, situações e imagens para aumentar a criatividade?

b) Leitura de uma crônica de autor consagrado com análise e debate.

c) Exercício: escrever uma crônica baseado em imagens.

d) Leitura dos textos escritos na oficina.


II.Estudos: Ponto de vista. Construção de personagem. Construção de personagens: retrato, ações e diálogos na crônica.

b) Leitura de uma crônica de autor consagrado. Análise e debate.

c) Exercício: escrever baseado em vivências.

d) Leitura dos textos escritos na oficina.


III.Estudos: A crônica como gênero ágil, divertido e questionador. A mensagem. Modalidades. A crônica como espelho do mundo.

b) Leitura de uma crônica de autor consagrado. Análise e debate.

c) Exercício: escrever baseado em vivências.

d) Leitura dos textos escritos na oficina.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013



BIOGRAFIAS E AUTOBIOGRAFIA - COMO ESCREVER COM ÊXITO


Aprenda técnicas de escrita moderna e diferentes maneiras de abordar uma biografia. O objetivo é desenvolver as capacidades de observação, pesquisa, reflexão e estilo para escrever biografias interessantes.

PÚBLICO ALVO: Pessoas interessadas em escrever biografias de familiares e amigos ou de contar sua própria história.

Professor: ISABEL FURINI

Data: 29, 30 e 31 de Janeiro de 2013

Horário: das 15h às 17:30h

Local: Solar do Rosário, Fone (41) 3225-6232.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Gerson Delliano em "A Menina das tranças"

Aqui:  http://youtu.be/1WniN6Jgo9g

O ator da minissérie "A Guerra do Contestado" também é ator principal de "A Menina de Tranças" em Casos e Causos.
Seu personagem é um farmacéutico de uma pequena cidade. Assista no Youtube.


terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Biografia (Oficina)

Como escrever uma biografia?

A biografia exige uma escrita clara e fluente. Antigamente só eram escritas biografias de pessoas famosas. Grandes estadistas, grandes homens de ciência ou geniais artistas. Mas esse conceito mudou.
Atualmente, muitas pessoas querem escrever a biografia de um familiar ou de um amigo. Registrar êxitos e fracassos. Às vezes o livro tem tiragem limitada. Familiares, amigos, colegas, vizinhos são os leitores da obra. Pessoas ligadas ao biografado. Mas, o valor da biografia permanece.

Uma biografia pode resgatar a obra de um indivíduo. Valorizar seu trabalho, sua luta, suas qualidade, seus trunfos, sua persistência, sua forma de pensar e de viver.

Alguns familiares e amigos já foram. Mas ficou sua memória no coração das pessoas.

Compartilhe essas recordações escrevendo uma biografia.






OFICINA:  BIOGRAFIAS E AUTOBIOGRAFIA - COMO ESCREVER COM ÊXITO

Aprenda técnicas de escrita moderna e diferentes maneiras de abordar uma biografia. O objetivo é desenvolver as capacidades de observação, pesquisa, reflexão e estilo para escrever biografias interessantes.
PÚBLICO ALVO: Pessoas interessadas em escrever biografias de familiares e amigos ou de contar sua própria história.
Professor: ISABEL FURINI
Data: 29, 30 e 31 de Janeiro de 2013
Horário: das 15h às 17:30h
Local: Solar do Rosário, fone (41) 3225-6232.


domingo, 20 de janeiro de 2013



BIOGRAFIAS E AUTOBIOGRAFIA - COMO ESCREVER COM ÊXITO

Aprenda técnicas de escrita moderna e diferentes maneiras de abordar uma biografia. O objetivo é desenvolver as capacidades de observação, pesquisa, reflexão e estilo para escrever biografias interessantes.
PÚBLICO ALVO: Pessoas interessadas em escrever biografias de familiares e amigos ou de contar sua própria história.
Professor: ISABEL FURINI

Data: 29, 30 e 31 de Janeiro de 2013

Horário: das 15h às 17:30h

Inscrição: R$ 35,00

Investimento: R$ 260,00

Informações: Solar do Rosário (41) 3225-6232.

sábado, 12 de janeiro de 2013

Exposição de artistas brasileiros na Argentina


Amanhã, 12 de janeiro, às 19 horas, no Hotel Lucnia de Comodoro Rivadavia, Argentina, será a abertura da exposição "Pensamentos de Artistas" que apresentará obras de dois artistas plásticos brasileiros: Carlos Zemek e Katia Velo, além de fotografias de Cristina Piscoliche.

Cristina Piscoliche, nascida na cidade de Comodoro Rivadavia. Especialista em Relações Humanas e  Coach ontológico. Dedicada à fotografia faz alguns anos já realizou várias exposições individuais, entre elas: Imagens da Alma, dialogando com as ruínas, entre outras, é uma das fundadoras do grupo "Apasionadas por arte". Seu trabalho está registrado no Anuário Bienal de Arte Contemporâneo. Também foi premiada pelo jornal "Crônica" de Chubut, Argentina, no Primeiro Concurso de Poesia Ilustrada, em 2012.

Nas palavras da artista plástica Claudia Augusti: "Cristina consigue un discurso íntimo con los visitantes, cuidando tanto el aspecto técnico como el mensaje, expresado en un lenguaje visual profundo, simple y directo".

O curador da mostra é o artista plástico Carlos Zemek, quem já foi curador em exposições realizadas no Estação Business School e no Solar do Rosário, entre outras.

O curador Carlos Zemek convidou para participar dessa mostra a artista plástica Katia Velo, quem se destaca no campo da pintura por ter um estilo agradável, que seduz o espectador. Um estilo de cores fortes e de profundo impacto emocional.

A exposição "Pensamentos de Artista" contará então com obras de Cristina Piscoliche, Carlos Zemek e Katia Velo.

Pode ser visitada diariamente no Hotel Lucánia, Comodoro Rivadavia, Argentina.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...