quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

O gato fofinho (poema infantil de Isabel Furini




O gato fofinho

Esse gato cor laranja
nunca anda pela rua,
nunca come empadão de frango,
e nunca mia à Lua.

Esse gato engraçado
fica sempre deitado
ele não corre os ratos
e não brinca com sapatos.

É um gato muito fofo
que a vó Assunta bordou
em uma linda toalha
antes de viajar ao Céu.

II

A vó Assunta chegou ao Céu
e ouviu os anjos cantar.
Aproximou-se contente
com suas agulhas e linhas.

Ela perguntou em voz baixa:

- O que eu posso bordar?
Um anjo tirou as sandálias
dizendo que desejava
que ela bordara estrelas.

Outro anjo, muito belo,
tinha um manto desbotado,
e apoiado em seu cajado
falou: - Eu gosto muito de gatos.

A senhora poderia
bordar lindos gatos
brincando com pequenos ratos,
entre flores coloridas?

Que alegria sentiu a vó Assunta.
E ela ainda está bordando
estrelas, flores,e gatos
entre as nuvens de algodão.

Isabel Furini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...