quarta-feira, 29 de março de 2017

Impulso - Poema de Isabel Furini

Quadro de Davi Faustino

IMPULSO

assoma a noite estrelada no caldeirão das lembranças
e a chama da paixão avança - avança pela campina
rumo ao norte magnético
(leve como uma dançarina)
até ancorar constrangida
no horizonte de eventos

mas o amor (sempre renovado e aventureiro)
procura outro ser
e  como exímio arqueiro
lança sua flecha ao vento - flecha com o  forte veneno
da cobra dos sentimentos
porque o amor é toxina arrastada pelo vento.


Isabel Furin

2 comentários:

  1. Boa tarde minha amiga Isabel Furini, obrigado pela consideração..
    Parabéns pelo belo poema..

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...