terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Uma pergunta para Jandira (poema de Isabel Furini)

Uma pergunta para Jandira

A poetisa Jandira Zanchi comentou sobre as máscaras que ocultam os desejos primitivos.

neste mar de embustes
e de falsos sorrisos
a maioria joga com cartas marcadas
e aposta em máscaras de bondade

será que temos chances?
nós (poetisas)
que transitamos
por um caminho solitário - sem simulações

nós (poetisas)
que sonhamos e balbuciamos
os nomes das estrelas da constelação de Andrômeda
meditamos os mantras para Lakshmi
e invocamos a força de Minerva
enquanto enfrentamos
a noite, os desertos e os abismos.

Isabel Furini


2 comentários:

  1. Gostei do Poema de Isabel Furini, sempre lindos os seu poemas, inspiradores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, João Olympio. Grata pelo comentário.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...