sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Âmago poético - Poema de Isabel Furini

ÂMAGO POÉTICO

 
o poeta mora entre o inferno e o céu
tem língua de trapo
e um mausoléu
de lembranças no coração
 
é possível costurar sua boca
quebrar suas muletas idiomáticas
mas é impossível destruir o poema
que com voz metálica ulula na alma do poeta.
 
Isabel Furini



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...