terça-feira, 12 de maio de 2009

GESTAÇÃO


Gesta-se o poema
no vulcão da solidão - ventre do nada.
Nasce em tempestades de emoções,

com roupagem de palavras

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...